È A LÓKURA

Se eu penso em ti, seremos nós!!! Carpe Diem ...Akuna Matata!!!!

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

O Amor...

(mais uma vez um plágio execrável...Pelo menos ..Dá para rir...)

Clementina, de que é que eu vou falar? Esqueci-me…
- Ah… tu vieste aqui para falar de um certo sentimento, uma maneira especial de sentir que aparece de vez em quando…
- Quando se está doente. Vamos falar de quando nos sentimos mal?
(…)
- Diz-me lá e essa coisa sente-se com… os dedos dos pés, os ouvidos e o cabelo?!
- (…) mas normalmente quando acontece sente-se com o coraçãooo



- Coração? Ah… essa é mesmo boa… talvez eu nunca tenha sentido isso antes!
- (…) ou então, João Esquecido, podemos sentir isso também por um amigo muuiitttooo eessspppeeecciiiaallll…
- Bom, deixa-me ver! E por uma maçã?! Pode-se sentir isso também por uma maçã ou então por um par de botas?!
(…) Estou completamente a leste do que tu estás para aí a falar!
- Por favor João Esquecido!!! Eu estou a falar de A-M-O-R! Amooorr!!!
- Ahhh… amoooorrr!! Então porque não disseste logo?! Eu sei tudo sobre o amor! (…) Claro que sei! Eu tenho quilos de amor dentro de mim! Quilos e quilos… toneladas de amor! E até tenho uma maneira especial de mostrar às pessoas que gosto delas! (…)
Assim: íííííííiúúúúúúúúúú…

(Não resisti aquele: “Esquecido… João Esquecido…és tããããoooo meiguiiinnnhhhoooooo!”)

Comentário Filosófico: às vezes mais vale não ter a consciência das coisas e não pensar tanto nestas coisas de Amor… Se calhar seria mais feliz não???….

8 Comments:

Blogger kugar88821 said...

Hello! You have a very nice blog! I'm here to share valuable info with you visit my blog,about Mozilla Firefox web browser.

quinta fev 08, 10:34:00 da tarde  
Anonymous Diz o rôto para o descosido... said...

Quer-me parecer que a Rua Sésamo não fez o trabalho bem feito contigo...
Mas tu também devias ser um catraio que nem o Pôpas, com aquela paciência de santo, tinha estofo para aturar... mas adiante, dizia eu...e dizia a Lena d'Água... "Sempre que o amor me quiser, basta fazer-me um sinal... soprado na brisa do mar, ou num raio de sol!" Diz lá que o João Esquecido não põe as coisas de uma maneira bem mais simples? Descomplica... "Eu tenho quilos de amor dentro de mim! Quilos e quilos… toneladas de amor! E até tenho uma maneira especial de mostrar às pessoas que gosto delas! (…)
Assim: íííííííiúúúúúúúúúú…" Quando vi esta parte lembrei-me que tu volta e meia também tens umas paragens destas... e não precisaste do João Esquecido para te dizer que, mesmo sem chapéu, com os teus "íííííííúúúúúú"'s vais indo pelo mundo a fazer o que mais gostas... O Amor!
;)
Conclui-se então que o comentário de apropriado só tem mesmo o facto de ser, lá está, filosófico...
;)*

quinta fev 08, 10:50:00 da tarde  
Blogger Sights and Smiles said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

sexta fev 09, 01:25:00 da manhã  
Blogger Sights and Smiles said...

(ups.. apaguei o meu comentario anterior.. :| eu comento tra vez...)

Paulo, Paulito.. Tu és um Remoinhado das ideias... mas és um fofo .. :) Obrigada por tudo...

Gosto do promenor de "estava a falar de motas?"

:P
Beijinhoo*

sexta fev 09, 01:29:00 da manhã  
Blogger Ondina said...

O Amor é esta coisa linda que nos faz sentir vivos, que nos trona humanos...
Temos é esta tendência incrível para complicar tudo... Como diz uma colega minha: "lá estou eu a ligar o complicador!". Raio de "aparelhos" que nós inventamos!
Não percas essa tua capacidade de Amar!

sexta fev 09, 02:41:00 da tarde  
Anonymous respossta filosofica... said...

ha um filosofo que diz:
"A vida é de facto obscuridade
excepto onde ha arrebatamento,
e todo o arrebatamento é cego excepto onde ha saber,
e todo o saber é vão excepto onde ha trabalho,
e todo o trabalho é vazio excepto onde ha amor."

por isso tens de amar, viver o amor e transmiti-lo! assim sim, acho que consegues ser feliz!
Tens quilos e quilos disso dentro de ti... faz uso deles.... e continua a fazer os outros felizes!

sexta fev 09, 06:35:00 da tarde  
Anonymous diz o muito rôto para o relativamente pouco descosido said...

Só ontem acabei por perceber o "comentário filosófico" que penso que vá no mesmo sentido do que disseste a respeito da inconsciência (responsável!) no Amor.
Pois, talvez seja mesmo por aí.
=)
Gostei. Gostei.
(E achava muito estranho a Rua Sésamo ter falhado)

* * *

sábado fev 10, 11:45:00 da tarde  
Blogger Fernando J. Cassola Marques said...

Olá Paulo, desculpa a intromissão, mas no âmbito de um trabalho para uma tese de final de licenciatura em Ciências Religiosas, que abordará a temática "REligião e internet", precisava de te enviar um questionário para tu, dentro das tuas possibilidades responderes acerca da temática (religião / internet). Eu sou de Aveiro, da paróquia da Glória e conforme podes ver pelo meu blog, também temos algo em comum, a vivência em Cristo e em Igreja. Agradecia então, caso fosse possível que me enviasses o teu contacto electrónico para que posteriormente te possa enviar mais informações. Obrigada pela ajuda e um abraço em Cristo!

sexta fev 16, 04:07:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home